Pesquisar este blog

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Sofrimento invisível

Como pode algo que não vemos nos machucar?
Tão pura como uma gota de chuva em janeiro,
Que desejaria que chovesse só para me banhar.
Sonhar sem agir é como se prender em cativeiro,

É alimentar a fera que nos consome diariamente,
Sem poder fazer com que desapareça a agonia.
Tão serena como uma casa na montanha rente
A mata virgem, que então a calma se cria.

Como fazer extinguir-se esse sentimento,
Que cada vez mais, só faz aumentar
O que tentamos evitar a todo e qualquer momento?

É difícil não pensar em pensar em sonhar.
Ainda que despertemos dele e vejamos que não é,
Podemos, ao menos, desfrutar enquanto dure.


-Namur...