Pesquisar este blog

domingo, 2 de junho de 2013

Sempre você


Ultimamente tenho sentido uma falta enorme.
Falta enorme de você aqui comigo, do meu lado.
Você não sabe como você é linda enquanto dorme.
Mas eu sei. E descobri muitas coisas lá deitado...

Ultimamente tenho sentido uma fome estranha.
Tenho sentido uma fome de você, não sei explicar.
Luto contra minha mente, mas ela sempre ganha.
Fome maldita de você, de seus beijos, seu olhar.

Ultimamente eu tenho sentido uma vontade.
Uma vontade de você. Tudo se resume,
E sempre chego a você. Sempre você.

Ultimamente tenho deixado de lado a realidade.
Fecho os olhos antes de dormir, e seu perfume
Sempre chega até mim. E eu sempre chego a você. Sempre você.