Pesquisar este blog

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Natureza


Era sol, e logo as nuvens foram fechando, e escurecendo...
E os trovões desceram ensurdecendo e rasgando os céus.
Não demorou, e aos poucos a chuva foi aparecendo...
Se tornando, a cada instante, mais forte, mais pesada.

E os rios foram transbordando, alagando tudo ao redor,
E já não se podia sair de casa, só se podia esperar...
Não demorou, e logo ficou sem luz, sem cor.
Sem saber quando, a escuridão ocupava todo lugar...

Tentei acender uma vela, mas o vento veio e a apagou.
Só havia eu na casa, e a chuva não parava de cair...
Não tinha o que fazer, não tinha para onde fugir.

Ilhado nessa escuridão úmida, procurava o que restou
Dessa natureza estranha que descobri dentro de mim...
Mas parece estar além das nuvens, brilhando, não pra mim.