Pesquisar este blog

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Déjà Vu

Atingido pelos raios matinais,
É oficialmente o início do dia.
Indo à rua encontro com os animais.
O que piora não é o mesmo que alivia.

Não vejo mais minha sombra no chão.
Parece que os demônios a possuíram.
Meu corpo em chamas em minha visão.
Na sua umas gotas de suor que caíram.

Quero falar e os outros surdos.
Quero ouvir e os outros mudos.
Quero interagir,

Os outros à fugir.
Quero viver, os outros a matar.
Quero sorte, porém só chegou o azar.

Mas antes que o pior passe a piorar;
O sol me queima. A noite me regenera.
Os outros me esfaqueiam, teu amor é que gera
O meu remédio. Mais espere, onde está o teu amor?

Com meu descanso na caixa grande cheiro de rosas é oficialmente o fim do dia.




Omar Namur

Only One

Quero uma que olhe no fundo
De meus olhos e seja sincera.
Eu dar-lhe-ia não só o mundo
Mais o universo a espera.

Seus cabelos longos reluzentes...
Seu rosto mais belo que Afrodite.
Sua boca sublime rosa quente.
Dar-lhe-ia minha vida acredite;

Para poder ter-te,
Para poder sentir-te,
Para vê-la sorriste;

Para tê-la em meu peito.
Para fazer do mundo perfeito.
Para poder olhar em teus olhos e chorar satisfeito.

O.N.Á.B.