Pesquisar este blog

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

Um beijo

Aqui estou. Escrevendo poesia.
Poderia estar com ela. Mas aqui estou.
Lembro-me quando me deixou,
Ela sorria. Me amava e sorria.

Amanhã será um dia normal.
Não a verei. Se há dor igual,
Eu não sei. Mas aqui estou.
O sol se põe e aqui estou...

As linhas terminam...
Mas aqui estou eu.
Seus beijos me dominam;

Como um maestro em sua orquestra.
Durante seus beijos aqui não estou eu.
Estar com ela é como estar numa festa...




O.N.Á.B.

Um dueto

Minto quando digo que não o sinto...
Invejo seu sangue, pois, a cada
Segundo que passa, ele passa por seu coração.
Odeio seus sapatos, pois levam você

Para um lugar, cujo não poderei estar.
Desejaria ser sua roupa íntima para
Ficar com você durante todo o dia...
Ser sua maquiagem, para deixá-la bela...

Seria seu batom, pois estaria
Colado aos seus lábios por horas...
Seria sua luva na mão, sua meia no pé;

Seria qualquer coisa para que não sentisse frio...
Gostaria de ser teu travesseiro,
Para vê-la cair em sono e dormir...


Invejo todo o seu corpo,
Sinto ciúme de tudo o quê usa...
De uma forma ou de outra,
Fazem coisas que eu não poderia fazer...

Me transformaria em tudo. Qualquer coisa
Apenas para estar sempre perto de você...
Por você, eu apenas enlouqueci.
Não hoje, mas quando a conheci...

Quando estou com você,
Conto até os segundos.
Aqueles dos quais eu nunca me arrependerei.

Um minuto sem você,
É uma eternidade, uma prisão, que eu odeio.
Mas não vence meu ódio por teu sangue.


O.N.Á.B.