Pesquisar este blog

sexta-feira, 20 de junho de 2008

O mundo

Ontem à noite olhei para a lua,
Vi o céu todo estrelado.
Hoje saí... Fui à rua;
Vejo o mundo, a sociedade, está tudo acabado.

O quê será de nós amanhã? A cada dia...
Cada dia que passa nos tornamos irracionais.
Desigualdade social, preconceito, pra quê se somos iguais?
Não importa a época; Para melhorar o que você faria?

Cada um tem sua parte para cumprir.
Se todos buscassem, o mundo não seria assim,
Dizem que estão fazendo... Sequer sabem mentir.

Será esse o fim?
Nunca... A alma é eterna!
Não é igual ao amor que se enterra [...] .









Omar Namur De Ávila Baldo

Fato

Escrevo coisas por amor
Não sei pra quem
Mas se sentir-se como eu, sentir dor.
Sente aqui! Vamos conversar sobre alguém...

Quando você apareceu,
Minha vida não foi à mesma...
É... Parece que todos dizem isso... Homem
Sou um... Você mulher, diferente das outras, permaneceu!

Não minta para si mesma!
Eu sei que às vezes eles somem,
Mas na grande maioria, eles amam de verdade.

E na maioria das vezes voltam!
E quando voltam, junto vem à paz, que tranqüilidade...
O final meu bem, fica por sua conta... =]


Omar Namur De Ávila baldo

Rosa Branca

Hoje entendo coisas que não entendia.
E mesmo assim não me conformo;
Não entendo o porquê da sua polidez...
Agora estou vendo a rosa branca desta noite tardia.

Olhando-a me transformo,
Em algo puro que por sua vez,
De tão puro tornou-se insano.
O sol está nascendo e a vejo murchando.

Percebo então o meu engano.
Toda essa história está me cansando,
Não vejo mais motivo para escrever...

Tudo o que queria ser,
Parece estar perdido.
Ajuda! Meu único pedido.


Omar Namur De Ávila Baldo

The Troth

Hoje vou descobrir seu segredo!
Vou acabar com todo esse mistério.
Não entendo esse seu medo,
Parece que nunca foi a um cemitério...


Pra quê se esconder de mim?
Às vezes gosto de confundir,
Mas nunca mentir!
Olho o mar e... Veja, você vê o fim?

Você sabe como é o infinito?
Dizem que é bonito...
Um dia quem sabe... Levarei-te comigo.

Você sabe que quero ser mais do que um amigo,
Quero fazer parte de você...
Às vezes me pergunto: Por quê?





Omar Namur De Ávila Baldo