Pesquisar este blog

sábado, 14 de junho de 2008

Importa ou não?

Odeio não poder te ver,
Odeio ter que sofrer por amor,
Odeio ter que me esconder,
Odeio fingir que não sinto dor.

Adoro escrever,
Adoro não ser enganado,
Adoro te esquecer,
Adoro não ser ridicularizado.

Gosto de sentir seu odor,
Não gosto de solidão,
Não gosto de ver o horror,
Gosto de ficar de bem com meu coração!

O que importa se gosto ou não?
O que importa se te amo?
Nada realmente importa.


Omar Namur De Ávila Baldo

† MORTE LENTA †

Lembro-me que ontem me machuquei...
Sangrara muito, doera também...
Hoje sinto raiva de alguém...
Um dia, me fez de palhaço, mas hoje sei...

Lembro que também havia um alguém olhando...
Vendo-me sangrar, ficou parada,
Sem alguma intenção, permaneceu calada...
Eu estava inquieto, enfurecido, sangrando...

Agora ela ainda dói,
Não sei o que faço escrevendo,
Apenas sei que esse ódio todo me corrói.

Sinto estar morrendo;
Ninguém repara minha ida,
Que cedo ou tarde, será sua saída...



Omar Namur De Ávila Baldo

MEDO

Como irei lhe dizer?
Todo dia, penso em você! Na cama eu choro...
Calma! Eu sei que não me ama!
Mas o que fazer se não consigo te esquecer?

Não quero lhe impor nada! Quem sou eu...
A cada manhã eu me falo que vai ser diferente,
Mas que droga! Como sou otário... Você já até me esqueceu...
Sabe de uma coisa? Amando-me ou não, não mudará o que ele sente.

Não me odeie por sempre dizer a verdade!
Eu me odeio por ter-me apaixonado...
Só queria ter alguém ao meu lado.

Em você encontrei minha felicidade.
Por vos amar, com tempo eu venho guerreando,
Contra mim mesmo, sinto estar me matando.



Omar Namur De Ávila Baldo

"Para sempre seu admirador,
Que um dia lhe mostrou o que é amor.
E por causa dele sofreu,
Cuja esperança ainda não morreu..."

Hoje

Hoje acordei diferente,
Hoje percebi que era apenas imaginação...
Sei que vivi intensamente,
Porém tenho que admitir: foi tudo em vão.

Para que viver no passado, se há um futuro na tua frente?
Deixa as lágrimas de lado, veja qual é sua missão!
Sei que não é fácil, ao invés de desistir, tente!
A qualquer circunstância em que estiver, siga seu coração.

Nem tudo na vida é permanente,
Mas não quer dizer que tudo está perdido!
Viva o agora mais intensamente!

Pode ter certeza que há dor maior do que um coração partido,
Não se iluda com o presente,
Um dia, tudo ficará maravilhosamente bem.


Omar Namur De Ávila Baldo

Entardecer

Hoje vejo o sol se pôr,
Olho para o céu, está nublado...
Olho no espelho e vejo algo sem cor,
Algo indefinido, triste, isolado...

Agora vejo tudo escurecer...
Vejo rosas, de todas as cores.
Vejo pessoas, todas com seus amores!
E eu estou aqui, vendo tudo apodrecer.

Está prestes a anoitecer...
Será uma noite extensa,
Com cara de que vai chover.

Sinto a vida tensa,
Está tudo ruim!... Quero ser feliz!
Cadê o fim? Onde está ....




Omar Namur De Ávila Baldo

Quem sabe??

Você já parou para pensar?
Que somos feitos de milhares de anos de evolução?
Somos evoluídos da cabeça aos pés, cada célula, toda formação
Estrutural do nosso corpo... Dá pra acreditar?

Quase ninguém nunca parou para questionar
Como foi que tudo isso aconteceu.
E que em menos de 30 anos de vida, você só fez herdar!
Então a partir de agora dê valor ao que ocorreu.

Para futuramente, quem sabe, sejamos melhores.
Então tome cuidado com o que você faz
Está cheio de pedras nos arredores...

Vamos tornar este mundo, um novo, com paz...
Fazer dele um lugar mais puro, com mais serenidade.
Já parou para pensar no futuro da humanidade?


Omar Namur De Ávila Baldo

Consolo Inútil

Hoje vejo a chuva cair.
Sinto muito frio,
Sinto-me inseguro.
Não me conformo em ter que sair...

Estou quase cortando o fio
Que ontem era puro...
Para onde devo ir?
Não quero continuar nesse lugar sombrio.

O problema é que estou em cima do muro!
Para que lado pular?
Qual levará para meu objetivo?

Espere, acho que ouvi um sussurro: - Adeus-.
Não quero te deixar.
Deus! Diga-me o motivo!


Omar Namur De Ávila Baldo